quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

REIS

Embora com algum atraso, sói que se dêem as notícias referentes ao dia de Reis. O Tonho do tio Arnaldo escreveu um texto muito bonito que espero publicar brevemente, assim que me chegue a reportagem fotográfica que ele também fez (aguarda que passe a quezília ao computador).

Entretanto, o Rui Freixedelo fez o favor de enviar material importante e algumas informações. É sabido que o Sr. P.e Estevinho quer lançar um CD com os nossos Reis e, fiquei a saber, isso destina-se a angariar fundos para o restauro da "Casa da Residência". Muito bem pensado!

Este ano, visitas de outras terras enriqueceram a nossa tradição de dia de Reis e é dessa participação que tratam os três pequenos vídeos que o Rui teve a gentileza de enviar.

A acompanhar o cantar dos Reis estão, à viola, o Sr. P.e Eduardo Novo (de Balsamão) e o Sr. Prof. Artur Fernandes, no violino. O Artur Fernandes é filho do Duarte e neto do Sr. Amaro e da tia Maria da Avó. Ambos, nas palavras do Rui, "tiveram a amabilidade de se deslocar dois fins-de-semana até Rebordainhos (há 15 dias cantámos em Vilar Douro e Cabanas) para o cantar dos Reis."
video

video

video



_____
O Rui também enviou algumas fotografias que, tal como os vídeos, podem ser vistas na página que se abre se clicar sobre o sublinhado.

11 comentários:

Fátima Pereira Stocker disse...

Antes de mais, muito obrigada ao Rui, ao P.e Estevinho e aos estudantes que trouxeram a Rebordaínhos uma novidade que me emocionou.

Que ninguém me leve a mal, mas, embora longe do microfone da câmara, as belíssimas e seguríssimas vozes da Milita e da Tilinha garantem ao conjunto um fundo harmonioso e belo - como o cantar dos anjos.

Só espero não pecar por defeito se não reconheci as vozes de outras mulheres que também vi presentes e de quem conheço o muito bem que sabem cantar.

A todos, o meu bem-hajam pelo calor que me proporcionaram

antonio disse...

Bravo Rui; espero que a neve não te tenha causado prejuísos para as aulas. Recebi o teu mail, mas não consegui descarregar. Tenho tido vários problemas com o computador, aliás a Fátima espera as fotos, que também te quero enviar logo que possa. Desde há qatro dias que nem consigo ir à net em condiçoes normais, é uma luta que espero breve resolvida. Quanto às fotos do Brasil, estou ancioso por vê-las, aliás eu telefonei para lá no ano novo, e disseram-me qe tinham falado contigo. As outras recebi-as, mas foram ao ar agora que tive que formatar e não as tinha passado para a pen. Peço desclpas pelas tretas, mas aproveitei a oportunidade. Qanto aos cantores de Reis muitos parabéns, todos afinados e acompanhados sempre é outra coisa; mas posso garantir que no dia seginte também foi fixe. È só mais um dia Fátima. Um abração para todos os cantores e visitantes. António Brás Pereira

Fátima Pereira Stocker disse...

É bem verdade que estudantes somos nós todos, da vida, até que ela se nos acabe. Perdoe-se-me a tirada tão a talhe de foice, mas é para que o Sr. padre Eduardo Novo e o Artur Fernandes se não amofinem comigo por lhes ter chamado estudantes. O Artur ainda tem que me perdoar o topete de o tratar tão familiarmente sem que nos conheçamos, mas gente da terra quer-se sem grandes salamaleques.

A ambos, oo meu muito obrigada

Augusta disse...

Parabéns a todos pela inicitiva, e parabéns a ti que a publicaste. Ao Pde Eduardo Novo, não tenho o prazer de o conhecer, mas tenho o prazer de conhecer o Artur. É um músico de mão cheia. Há já alguns anos, tive a honra de o ter a ele e a mais uns quantos alunos, a cantarem-me as janeiras. Nunca mais as tive tão bem cantadas.
permite-me que estenda as felicitações pelas vozes, não só à Milita e Tilinha, como também à Martinha. Têm todas umas vozes de encantar.
No entanto, tenho de referir que tenho imensa pena em não os ter acompanhado. Não para cantar... mas para ter o grato prazer de petiscar daquelas coisas deliciosas que compunham a mesa.
Beijos a todos e, venha daí o CD.

Fátima Pereira Stocker disse...

Augusta

Também eu gostaria...

Daqui a nada publico o texto do Tonho.

Beijos

Céu disse...

Fátima

Como é bom receber este calor que aquece os corações de quem está longe dos seus e das suas raizes!
Um obrigada à Fátima pela publicação e também a todas as pessoas que participaram neste evento único que só as nossas gentes souberam preservar.
A ideia do nosso Pároco em restaurar a casa da residência foi uma notícia boa, também aqui o felicito por isso. O CD será muito bem-vindo. Força a todos quantos fazem parte, pois temos vozes fabulosas na nossa terra.
Bjs
Céu

Rui disse...

Boa tarde,

Obrigado por tão belo tratamento que levam as minhas fotos/vídeos. Espero que com o esforço que está a ser feito possamos ver dentro de alguns tempos o CD a restauração da casa da residência.

Rui

fátima pereira stocker disse...

Céu

Eu estou numa posição parecida com a tua e a de tantos outros: fora da terra, a beber sofregamente todas as informações que me vão chegando. O que faço é partilhar aquilo que me chega e isso dá-me muito prazer. Mas para a partilha dependo da boa vontade de muitas outras pessoas, neste caso, do Rui.

Beijos. E vai dando notícias, sim?

fátima pereira stocker disse...

Rui

Sou eu que te agradeço pela generosidade em partilhares os frutos do teu trabalho.

Também eu espero que o CD saia e que comecem as obras na casa que está, mesmo, a precisar. Era uma casa com alguma dignidade, de tal modo que serviu para alojar as professoras colocadas na escola depois da reforma dos senhores professores. Faz-me pena vê-la aos tombos, por isso esta iniciativa deixa-me muito contente.

Beijos

CC disse...

Fico muito contente por saber que gostaram do nosso canto de reis. Mas as grandes glórias devem-se sobretudo à fabulosa voz do Pe. Eduardo acompanhada do maravilhoso som da sua viola e também ao lindo timbre que o Prof. Artur nos presenteou com o seu violino. A eles, sim, devemos agradecer.

Fátima e Augusta,
Obrigada pelo elogio, mas havia mais e boas vozes no grupo! Graças à presença de todos, conseguimos uma melodia agradável.

Já agora, o Pe. Eduardo e o Prof. Artur confessaram que a experiência foi muito boa, a gente de Rebordaínhos é simpática e acolhedora, disseram eles. Ficaram admirados com a quantidade de pessoas que colaboraram na actividade (éramos cerca de 20 pessoas) …. Modéstia à parte, mas, de facto, nós, os rebordainhenses, somos unidos!

Beijinhos

Tilinha

Fátima Pereira Stocker disse...

Tilinha

Sabe-me muito bem ver-te por aqui!

Os elogios são verdadeiros e aquilo que tu escreves também é. Conheço de sobejo as lindíssimas vozes da Lúcia, da Fernanda e da Marta, mas não fui capaz de as distinguir como o fiz com a tua e a da tua irmã: a idade estará a fazer-me perder acuidade acústica...

Gostei muito do modo como encerraste o comentário. Deus nos conserve ou, sendo o caso, aprimore!

Beijos