domingo, 26 de dezembro de 2010

NATAL

Motivos vários impediram-nos de gozar este ano o calor do Natal em Rebordainhos.
Apesar disso, não pude deixar de fazer uma pequena reportagem do que por lá se passou. No entanto, como não estive na missa de Natal, a reportagem está incompleta. Não tenho fotografias, nem do charolo, nem do ramo.
Tinha nevado durante a noite, mas quando me desloquei à aldeia havia, apenas, uns restinhos que ainda se podem ver nalgumas fotos. Mas o frio manteve-se, a ponto de produzir aqueles "candeolos" com cerca de um metro de comprimento, que podem ser admirados na casa dos manos.
Assim, e porque não tenho muita habilidade com as palavras, deixo algumas imagens. Valem muito mais.

Augusta

video

21 comentários:

Augusta disse...

Caríssimos:
Efetivamente, não tenho fotografias do dia de Natal. A Lurdes da Áurea, disse-me que as tem tanto do charolo, como do ramo. Pedi-lhe para no-las enviar. Assim, aguardemos que o Rafa (ou a mãe) no-las façam chegar através do mail do blog.
Beijos

Augusta disse...

Peço desculpa à Alzira que me disse: "não me ponha lá na internete", mas como sou teimosa... se punha as outras, não a punha a ela?
Beijos de agradecimento a todos quantos continuam a contribuir para que o nosso Natal, continue a ser O NOSSO NATAL.

Fátima Pereira Stocker disse...

Augusta

Deus te pague pela iniciativa.

Eu andava roidinha por não saber nada e por não ter imagens de nada que pudesse partilhar com todos aqueles que, como eu, gostariam de matar saudades. Tu fizeste-nos esse favor. As fotografias estão lindíssimas. Já agora, também te digo: há "bôs" dias que não via candeolos tamanhos!

Beijos

Fátima Pereira Stocker disse...

Esqueci-me de dizer uma coisa: foi muito interessante a escolha do lugar do presépio, ali ao lado das ovelhinhas. Afinal, os pastores foram os primeiros a receber o anúncio do nascimento do Menino e os primeiros a levar-Lhe presentes.

Obrigada a quem fotografou e a quem, mais uma vez, teve o trabalho e a ideia da montagem do presépio.

Olímpia disse...

Foram muitas as saudades.
Obrigada garota.

Bjinhos

Olímpia

Anónimo disse...

tudo estava divinal, quer na igreja quer no presépio de rua.os arranjos da igreja estavam fenomenais. de quem são estas maos de fada? Quase me senti transportado para o paraiso com tanta beleza.

Anónimo disse...

Augusta:
Obrigado por este matar de saudades.
Tanta coisa de os meus olhos andavam 'augados'
António

Joaquina Salgueiro S. C. disse...

Muito bonitas as vossas imagens de Natal . No entanto , ele há coisas interssantes neste nosso país ! Sabem que as roscas ,na Beira Interior - Idanha .a. Nova , são dadas dia de todos os Santos pelas madrinhas aos afilhados... Continuação de boas Festas para todos e que o Ano Bom ,seja mesmo bom...
Um Abraço
Quina

Augusta disse...

Fátima e Olímpia:
Acredito que as vossas saudades tivessem sido muitas. Mais que as minhas que, ainda pude matar algumas.
Realmente a escolha do local foi belíssima e eu tive a sorte de as ovelhinhas saírem do curral quando estava a fotografar.
O frio? Apenas o senti por umas horitas (poucas, mas que cortava, ai isso cortava.
Beijos

Augusta disse...

Caro anónimo:
Tem muita razão nas asserções que faz. Estava tudo muito bonito MESMO. Não tive oportunidade de admirar o resultado final da igreja, mas pela amostra que vi, só poderei concluir que deveria estar primorosa. De quem são as mãos de fada? Pois digo-lhe que são das mordomas, e duas delas aparecem nas fotografias da igreja. Mas permita-me que não distinga ninguém, pois correria o risco de me esquecer de alguma. No entanto, quero apresentar aqui o meu agradecimento especial à Tilinha que me substitui sempre que a minha vida não me permite colaborar e cumprir com o meu dever de zeladora.
Obrigada pelo comentário e, contamos com a continuação da sua participação.

Augusta disse...

Amigo António:
Alegra-me que tenha contribuído para o diminuir de algumas saudades.
Beijos

Augusta disse...

Amiga Joaquina:
Bem - haja pela sua participação e incentivo constante. Realmente, há tradições muito idênticas em várias zonas do país, variando apenas em pequenos pormenores. Mas independentemente disso, o importante é que continuem a existir pessoas com interesse na sua preservação.
Um beijinho para si

Joauina Salgueiro S. C. disse...

Fátima ,
para si e para todos os que participam neste blog , votos de um Bom e Muito Feliz Ano Novo.
Um abraço
Quina

Chanesco disse...

Aqueles enormes "candeolos", que bem poderiam ser parte integrante do vosso presépio, são a prova de que a noite de Natal em Rebordainhos foi, como dizemos nós, uma verdadeira noite do caramelo.

Votos de um BOM ANO 2011 para Rebordainhos.

Augusta disse...

Caro Chanesco:
E que magnífico cenário fariam aqueles candeolos! E, tem toda a razão. A noite foi de mesmo de carambelo, como dizemos nós por aqui.
Receba um abraço de agradecimento pelos seus sempre agradáveis e bem - vindos comentários.

Fátima Pereira Stocker disse...

Quina

Obrigada pelos seus votos - que retribuo com carinho, alrgados aos idanhenses.

Américo Amadeu Pereira disse...

AUGUSTA, simplesmente maravilhoso.
Esta dedicação pela nossa terra é
um bem que a todos enche de gratas
recordações sem que, por vezes, se
avaliem as horas gastas na prepara-ção de trabalhos feitos com tanto
carinho e amor. Registo aqui os
meus agradecimentos para todos.
BOM ANO DE 2011.
Américo

Augusta disse...

Sr Américo:
Obrigada pelas suas tão amáveis palavras. Elas também servem de incentivo para continuarmos.
Um beijinho e, um excelente 2011 para si e família

Anónimo disse...

candeolos desse tamanho são mesmo dignos de figurar no retrato,para avivar a nossa recordação,ai que«soidades

Anónimo disse...

candeolos desse tamanho são mesmo dignos de figurar no retrato,para avivar a nossa recordação,ai que«soidades

Anónimo disse...

candeolos desse tamanho são mesmo dignos de figurar no retrato,para avivar a nossa recordação,ai que«soidades