terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Prémio Dardos

A Web é um mundo enorme! Sabemos quantos nos visitam mas não sabemos quem, até que um dia, do outro lado da rede, os visitantes decidem dizer: estive aqui! Foi isso que fez o Alexandre Castro, o brigantino do "Viver um Conto". Mais: decidiu atribuir-nos um prémio (não sei quem o criou), aquele que pode ser visto e lido abaixo. Já visitei a página do Alexandre e, porque gostei do que vi, aconselho a que, querendo e podendo, os nossos leitores o façam também.

Obrigada, pois, ao Alexandre do http://viverumconto.blogspot.com/



Informações sobre o Prémio Dardos

Com o Prémio Dardos reconhecem-se os valores que cada blogger emprega ao transmitir valores culturais, éticos, literários, pessoais... os quais, em suma, demonstram a sua criatividade através do pensamento vivo que está e permanece intacto entre as suas letras e os seus pensamentos logicamente escritos.

Estes selos foram criados com a intenção de promover o salutar convívio entre os bloggers, uma forma de demonstrar carinho e reconhecimento por um trabalho que agregue valor à Web. "


Confesso que não transcrevi as regras, que são três, porque não vou cumprir uma delas!

Em nome do administrador, dos membros e dos colaboradores do Rebordainhos:

Fátima Stocker

5 comentários:

Cata-Vento disse...

Atribuição do mérito devido a um blogue que muito me agrada.Parabéns, Rebordainhenses.

Um abraço fraterno

Fátima disse...

Cata-vento

Obrigada, cara Isabel, sabendo eu que também foi contemplada com ele. Retribuo os parabéns.

Augusta disse...

Ao Alexandre, um agradecimento especial pelo reconhecimento e amabilidade em nos ter comtemplado com este "Prémio Dardos".
À Isabel Um bem - haja pela sua companhia permanente.
A todos, não deixem de visitar os blogs: viverumconto e cata - vento, confirmando posteriormente a qualidade dos mesmos.
Abraços a todos

eduarda disse...

O manancial de opiniões e de arte que estes blogs nos oferecem, obrigam-os a perceber que lutar é uma constante, e à recusa permanente de nos sentirmos -"produto acabado".
Já tinha visitado o - cata vento -
e senti que não estou só nos ideais.
Recomendo, e parabéns pelo prémio ao V/blog.

alexandrecastro disse...

Fátima Stocker
Afazeres profissionais têm-me tirado aquele tempo necessário à escrita de duas linhas.
Assim e agora aproveito para lhe agradecer as suas simpáticas palavras e dar-lhe de viva voz os meus parabéns (a todos vós) por este belíssimo espaço, que apesar da diversidade dos seus campos de interesse, assume, quiçá, para uns, um espaço de memórias, de encontros, de saudades, ou apenas subsídios ou pequenos contributos que depois de ordenados, sistematizados e apresentados com alguma coerência, envolvendo detalhada e atenta observação participante, podem assumir uma nova forma de etnografia, uma vez que seu enfoque é o homem e a cultura do ponto de vista etnográfico e antropológico.