terça-feira, 17 de março de 2009

Sra. Perpétua - Até um dia

A notícia da perda de mais um elemento da nossa comunidade é sempre uma tarefa assaz difícil de concretizar.

Cabe-nos, no entanto, o dever de o fazermos. Há filhos de Rebordainhos espalhados por todo o mundo que, sejam boas ou más, anseiam por notícias da nossa terra.


Rebordainhos está mais pobre. A "tia Perpétua" partiu.

A partir de agora, passar na rua do Outeiro, não mais será a mesma coisa. Já não ouviremos aquele cumprimento da "tia Perpétua" - "Então que tal?"

Por mim, tenho o orgulho e a certeza de constar entre aqueles que ela considerava. Assim espero que, onde quer que esteja, me oiça dizer:


ATÉ SEMPRE SRª PERPÉTUA
Augusta Mata

10 comentários:

Augusta disse...

Apresento os meus mais sentidos pêsames a toda a família, principalmente aos seus irmãos: Srª Maria e Sr. Alfredo.
Um beijo a todos
Augusta

Augusta disse...

Peço desculpa por utilizar uma fotografia já inserida noutro post, mas era a única que tinha disponível.
Beijos

Filinto Martins disse...

A minha antiga vizinha e sempre confidente partiu. Paz à sua alma. Não me posso esquecer dos mimos que dava ao meu filho sempre que ia a Rebordainhos. Às escondidas dizia-me: o teu filho é um pimpão... Ao Alfredo, à tia Maria e aos sobrinhos, sentidos pesâmes.
Manuela, André e Filinto

Olímpia disse...

De convívio fácil e prazenteiro, de disponibilidade constante e pronta a proporcionar um conselho ou sugestão,a tia Perpétua deixa-nos saudades.
A toda a sua família, as minhas condolências.

Olímpia

Fátima Pereira Stocker disse...

Foi no Verão que passou que tive a última conversa com a sr.ª Perpétua.
"Então, como tem passado a menina?" Era sempre assim, neste tom afável e cordial, que me dirigia a palavra, assomando ao cimo da sua casa do Outeiro. Contava histórias e dava conselhos. De ninguém lhe ouvia falar mal.

É uma perda para todos nós, mas a Deus nosso Senhor havia de lhe estar a crescer água na boca pelos queijos dela.

Ao sr. Alfredo, à sr.ª Maria e seus filhos, as minhas profundas condolências, na certeza de que a sr.ª Perpétua está no Céu ao pé dos santos.

Fátima Pereira Stocker disse...

Augusta

Obrigada por dares a notícia. Infelizmente, dois dias sem ligar a internet fizeram-me ter conhecimento já tarde, embora já soubesse do seu internamento no hospital.

Acho que fizeste bem em usar aquela fotografia, a última que lhe tirei e, certamente, uma das mais recentes da sr.ª Perpétua.

Beijos

Isamar disse...

Uma perda irreparável que só o tempo atenuará. Certamente que o seu saber de experiência feito continuará a ser transmitido por aqueles a quem um dia trouxe ao mundo.
Deus tê-la-á recebido com as honras merecidas.

Um abraço fraterno

Chanesco disse...

O que mais nos doi é assistir ao despovoamento das nossas aldeias sem termos a capacidade de intervir neste processo sem retorno.

Um abraço para Rebordainhos

Fátima Pereira Stocker disse...

Isamar

Chanesco

Obrigada pelas vossas palavras, sinceras porque tambem vividas na pele.

Um abraço

Christelle disse...

Tenho muita pena, a Tia Peta como eu le chamava quando era pequenina, foi como uma avo para mim. Ainda me lembro que tinha la sempre queijo a minha espera quando chegava em agosto...
Um beijo a todos
Christelle