segunda-feira, 12 de abril de 2010

Desafio

Bem, agora que a Páscoa e a Pascoela já passaram, apeteceu-me lançar um desafio.


Quem adivinha onde pertence esta pedra?

Prometo completar depois.





Augusta

Aqui vai uma ajuda. Este é o outro lado da mesma pedra.
Mais fácil?
Amanhã direi o resto

SOLUÇÃO


O prometido é devido.

Assim, aqui estou para avançar com a solução para o desafio. Antes porém, mais uma questão?
Reconhecem esta paisagem? Estou certa que todos reconhecem casas e lugares, nomeadamente a "cabeça". Já o local de onde foi tirada esta perspectiva, é provável que não seja do domínio de todos.

É verdade, sim senhor. Trata-se de uma pedra da casa d'além da tia Maria.

É a parte exterior de uma "banca" (???) de escorrer as águas utilizadas na cozinha desta velha casa. A segunda fotografia mostra precisamente essa pia existente no que ainda resta dessa antiga cozinha.

Bem, mas para que não fiquem muito tristes, tenho a confessar que eu só a vi, porque foi a própria dona que ma mostrou. Valeu ter a máquina fotográfica comigo!

Augusta


19 comentários:

Augusta disse...

Esta fotografia foi tirada no domingo passado. Por isso, apeteceu-me lançar o desafio,e já agora, peço às pessoas que ma viram tirar, que guardem as opiniões para mais tarde, para vermos no que isto dá.
Beijos

Olímpia disse...

Mas que pergunta interessante!...
De facto, o desafio está dado mas nem sonho onde ela poderá pertencer.
Vamos ver se alguém desvenda este mistério! Será no casarão?

Bjinhos e parabéns pelo desafio.
Olímpia

Olímpia disse...

Ou será de alguma fonte (fonte à porta da Áurea ou fonte da vila)?
Pelo desgaste da pedra, tudo leva a crer ter corrido água por ali.
Venham lá essas sugestões!

Olímpia

Filinto disse...

Já há muito que não passo por ali, mas parece-me ser uma pedra que pertencia à forja do teu avô Ramos. Eu lembro-me bem do fole, da forja, da bigorna, carvão, dos carros de bois cujas rodas ele atestava, relhas... aquele ferro incandsecente que ele metia numa pia com água... que pena não figurar como "arquivo"! O teu avô era levado da breca... quando ia na burra os pés quase batiam no chão.
Está certo o meu palpite?
Filinto

Anónimo disse...

Cheira-me a pedras do moinho da ribeira, lado Fetal

bragantello disse...

Tudo indica que essas pedras vieram ou alguém as trouxe de outro lugar e até estou com uma nítida sensação que as vi não há assim tanto tempo, mas não faço ideia de onde pode ter sido.

Augusta disse...

Meus caros amigos:
até ao momento, ainda ninguém adivinhou. No entanto, alguém andou morno (quase quente).
Vou dar mais um dia. Amanhã acrescento mais alguma coisa.
Beijos

Fátima Pereira Stocker disse...

Augusta

Boa ideia, este desafio!

Confesso que o modo como as pedras estão amanhadas me lembra dois muros: o do horto do Toninho e da Alzira, naquele bocado que dá para a igreja, ou aquele que separa a casa (que era) da tia Maria Amélia da nossa casa, ao pé de um bocado onde nasce um calineiro que me dá que fazer todos os anos.

A segunda hipótese, apesar de ser aquela para a qual me inclino mais, não deve ser verdadeira, tendo em conta aquilo que escreveste acima, sobre alguém estar muito perto...

Beijos

Augusta disse...

Pois. ngraçado como passamos pelas coisas e não as vemos. Estás fria.
Já agora, como é que eu anexo outra fotografia ao post? Ou terás de ser tu?
è que se assim for, mando-te a fotografia complementar (sem dizer onde) e tu publicas.

Augusta disse...

Fátima:
Não há como fazer com que os neurónios funcionem. Como vês, já consegui inserir. E agora, já conseguem localizar melhor?
Bons momentos de reflexão.

Olímpia disse...

Será no vosso palheiro?
Na casa d'Além?
Ou na casda do Tarcísio, junto ao Pelourinho?

Bjos

Olímpia

Fátima Pereira Stocker disse...

Diabo, mas que loje é esta? É que parece mesmo uma loje, mas não pode ser, se dizes que passamos pelas coisas e as não vemos!!!

Lurdes disse...

Bravo Augusta boa ideia este desafio!
Está difícil assim não estou a ver. O meu palpite vai para a casa em frente ao vosso quintal???
Também tenho algumas fotos da aldeia que posso enviar para outro desafio :)!!
Podes dar mais uma ajuda??

Augusta disse...

Lurdes:
Parabéns! Foste a única que palpitou bem, logo à primeira.
A fininha também lhe apontou, mas como foi à segunda e, mesmo assim apresentou três hipóteses, não lhe contabilizei a resposta.
Uma vez mais, parabéns pelo teu palpite

Fátima Pereira Stocker disse...

Augusta

Se eu tivesse a presunção de conhecer cada pedra das casas da nossa rua ficava bem entalada!

A vista conheço-a bem, embora há muito que não entre naquela varanda.

Beijos

Augusta disse...

Fátima
Também eu! Mas os desafios são interessantes, se dif+iceis de adivinhar!
Beijos

Lurdes disse...

Augusta

Foi mesmo um palpite ao acaso, lembrei-me dessa casa por ser antiga e estar perto da vossa.
Tenho uma foto para outro desafio. Posso publicar?
Beijos

Fátima Pereira Stocker disse...

Lurdes

Força! E nunca peças autorização!

Augusta disse...

Lurdes
Que as idéias nunca te falhem.
Força, piquena, p'rá frente é que é o caminho!
Beijos e fico à espera