sábado, 22 de setembro de 2012

Padre Estevinho


Hoje Rebordainhos despediu-se do seu pároco de há 18 anos.
Devido à reestruturação efectuada na  diocese de Bragança e Miranda, o padre Carlos Estevinho celebrou hoje pela última vez na nossa aldeia. É lógico que ao fim destes anos, tínhamos já estabelecido laços de amizade tanto com ele como com a sua mãe e, a população acorreu, como é costume, ao lanche de despedida que foi organizado em sua homenagem. 
Também o "nosso" padre Jorge teve a amabilidade de vir do Alentejo para, também ele, prestar homenagem e agradecer a colaboração do Padre Estevinho.
A juventude quis dedicar-lhe uns versos que a Tilinha muito gentilmente me enviou, e que eu com muito agrado aqui publico.


Foi em setembro de 94
Que à nossa terra chegou
O Padre Carlos Estevinho
Que o senhor abençoou

Bem recebido por todos
Com carinho e amizade
Pois esta gente da serra
É muito acolhedora
P’ra quem chega a esta terra

Este nosso querido pároco
Simpático e bem disposto
Sempre pronto a atender
Todos os nossos pedidos
Para logo resolver

Amigo de toda a gente
Bondoso e atencioso
Para todos de igual forma
Desde a criança ao idoso

E para assim conviver
Não faltava às jantaradas
E no meio d’uns copitos
Lá soltava as gargalhadas

Nas festas de vez em quando
Mas no verão não faltava
O nosso querido Padre Jorge
Que pelo Alentejo andava

E estes 2 sacerdotes
Mostrando cumplicidade
Nas tarefas a cumprir
Repartiram gentilmente
Para assim da melhor forma
Atenderem a toda a gente

 Quanto aos horários das missas
Nem sempre foi pontual
Mas esta bondosa gente
Gentil e muito paciente
Pelo pároco soube esperar

Ao longo deste 18 anos
Muitos laços se criaram
Graças ao nosso sacerdote
Crianças, adultos e idosos
A Deus sempre louvaram

Que mais podemos dizer
Deste nosso querido pároco
Que Deus o possa ajudar
E lhe dê paroquianos
Que o continuem a estimar



Rebordainhos não lhe  disse ADEUS . O que lhe queremos dizer é ATÉ SEMPRE PADRE ESTEVINHO 

13 comentários:

Augusta disse...

Peço desculpa pela fotografia que apresento. Como não tinha máquina, não possuo qualquer registo fotográfico. Esta foi tirada na procissão do último 13 de maio.
De qualquer forma, o Tiago da D. Clara tem algumas imagens do lanche que prometeu enviar-me.
Assim, fica a promessa da sua publicação, mal ele cumpra o prometido.

Fátima Pereira Stocker disse...

Augusta

Bem-hajas pela publicação. Só ontem soube do acontecimento em conversa telefónica com o nosso Nuno e, depois à noitinha, quando a Cristina (do sr. João Santacombinha)fez o favor de me mandar uma fotografia para o telemóvel.

Apesar de saber dela, não contava com esta despedida, esperançada em que o novo bispo atendesse os nossos pedidos. Tenho pena, porque me afeiçoei ao sr. P.e Estevinho e, como muito bem dizes, também à senhora sua mãe.

fico, então, à espera da reportagem fotográfica.

Beijos

Fátima Pereira Stocker disse...

Sr. P.e Estevinho

As rimas da Tilinha dizem bem dos laços que soube criar com a nossa comunidade.

Deus lhe pague pela dedicação.

Muito grata
Fátima Stocker

Lurdes disse...

É lamentável ficar a saber pelo blogue... eu também gostaria muito de estar presente, mas quem organizou a despedida esqueceu-se de ir a minha casa convidar, mas não se esquecem quando é para pedir alguma coisa.

Lurdes

Augusta disse...

Lurdes:
Lamento o sucedido. Não fiz parte da organização. Apenas tive conhecimento dela e, como é lógico, também participei. Provavelmente não sabiam que estavas na aldeia. Não sei, são apenas conjecturas minhas.
Entendo, que a minha obrigação era de publicar para todos os que estão longe e com ele contactaram pudessem tomar conhecimento. Afinal foram 18 anos de convívio.
Mas olha, obrigada por participares, e há-de haver mais oportunidades para convívio.
Beijos para ti e, muito especialmente para o teu pai.

Lurdes disse...

Augusta

Obrigada pela atenção, eu não culpo ninguém... sim estou na aldeia com o pai já alguns meses, ou melhor em Vale da Frunha, foi mais pelo meu pai, mas pronto não vão faltar outras oportunidades...
Beijos
Lurdes

elvira carvalho disse...

Que o seu sucessor saiba ganhar o mesmo carinho dos seus paroquianos.
Um abraço

Anónimo disse...

DEIXA LÁ lurdes não foste a única a não ser convidada eu também nao soube de nada, mas enfim quando a desgraça bate á porta é natural ser esquecidos... TERESA fernandes.

Augusta disse...

Cara Elvira:
também nós estamos expectantes. De qualquer forma, Rebordainhos acolhe sempre bem, pelo que, como diz a canção "...seja bem vindo quem vier por bem", e nós achamos que sim.
Um abraço para si

Augusta disse...

Teresa:
E tu sê bem vinda também. Sabes bem o quanto gosto de ter aqui a tua participação.
Um beijo para vocês todos

Fátima Pereira Stocker disse...

Teresa

Tenho a certeza que quer tu, quer a Lurdes, tiveram esse desabafo aqui por se sentirem tristes por não se poderem despedir do Sr. P.e Estevinho. E compreendo-vos bem.

Apesar de não ter sido eu a publicar o artigo, venho aqui falar contigo para te dar as boas-vindas e dizer-te do prazer que tenho em ver-te por aqui. Bem sei que não é a primeira vez que o fazes, mas como das outras vezes comentaste em notícias de falecimentos, não tive coragem de saudar ninguém por entre as mensagens de sentimentos.

Eu gostaria muito de noticiar aqui a página que o teu Bruno tem sobre a doença de Alzheimer. Como sabes, não tenho facebook, mas como há tanta gente que tem, seria uma forma de divulgar essa iniciativa. Pedes o endereço ao Bruno? Ou então, que o escreva ele aqui, que depois eu publico. Pode ser?

Um grande beijo

Rui disse...

Desejo tudo de bom para o Pe. Estevinho.
Tenho as fotografias que tirei que podem ver aqui(clicar).

Augusta disse...

Rui:
Não consigo aceder às tuas fotos. De qualquer forma, agradeço a tua colaboração e a oportunidade que dás a outros de, também eles, se associarem ao evento
Beijinho